Sintab realiza assembleia geral para os servidores de Campina Grande

Categorias definiram novas ações e mantiveram indicativo de greve geral

O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e Borborema (Sintab) realizou na manhã desta quarta-feira, 11, mais uma assembleia geral para os servidores de Campina Grande. O encontro aconteceu na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e reuniu cerca de 500 trabalhadores descontentes com o constante descaso da gestão municipal sobre os problemas que afetam todas as categorias. Novas assembleias específicas foram agendadas para o dia 23 de março e está mantido o indicativo de greve geral.

Entre as pautas discutidas, destaque para o descumprimento dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCRs), sobretudo com relação às progressões de níveis de carreira dos efetivos da educação. Sobre este ponto, o diretor de Comunicação, Napoleão Maracajá, explicou que a Secretaria de Educação manterá a proposta de regularizar a situação de 100 profissionais por mês.

“O secretário não estava cumprindo os critérios na fila de pagamento destas progressões, mas se comprometeu em rever estes critérios a partir do mês de abril”, completou.

Diretor de Comunicação, Napoleão Maracajá

A situação da falta de alimentos nas creches e escolas também persiste, como destacou a vice-presidente Mônica Santos, quando comentou sobre o direito dos servidores de participarem de assembleias.

“A gente não precisa pedir autorização a nenhuma Secretaria para participar de assembleia geral. Trabalhador tem o direito de se reunir em uma assembleia, ainda mais quando enfrentamos todos os problemas que temos, como por exemplo, creches ainda hoje sem alimentação completa”, declarou.

Vice-presidente, Mônica Santos

Com relação aos servidores da Saúde, estão mantidas as paralisações semanais de três dias, já que as pautas seguem sendo desrespeitadas (relembre AQUI). Na próxima semana elas acontecem nos dias 17, 18 e 19. Já as assembleias do dia 23 acontecerão em dois momentos, para os servidores da saúde durante a manhã, a partir das 9h e para os servidores da educação, durante a tarde, a partir das 15h, ambas na AABB.

Greve Geral – 18 M

Ainda durante a assembleia desta quarta, o diretor de Política e Formação Sindical, Franklyn Barbosa, reforçou a importância da participação de toda a população no ato nacional do dia 18 de março.

“Todos os servidores públicos federais, estaduais e municipais estarão nas ruas para dizer não, entre outros pontos, à reforma administrativa, que entre tantos absurdos propõe que se os governos federal, estadual ou municipal anunciarem que estão em crise, poderão diminuir o salário em 25% autorizado por lei”, frisou.

Diretor de Política e Formação Sindical, Franklyn Barbosa

Também são pontos de pauta da Greve Geral do dia 18 a defesa do novo Fundeb; da democracia; a das mulheres e dos serviços públicos; contra os ataques à saúde e à educação; contra a privatização dos serviços e as terceirizações; contra a ditadura, o fascismo, as milícias e qualquer tipo de repressão.

Confira mais imagens:

Compartilhar:

Veja Mais